Em conjunto com o Festival Impulso, e o Mestrado em Artes do Som e da Imagem da ESAD.CR, o Doclisboa apresenta um ciclo mensal de cinema que parte de uma ideia de viagem permanente, um movimento constante pelo espaço ou tempo, pelo mundo ou pela mente. Os filmes que compõem este programa constroem olhares sobre paisagens diversas, os subúrbios de uma cidade, o deserto ermo entre fronteiras ou as emoções que crescem entre quatro paredes. Constroem também pensamentos sobre as consequências de grandes movimentos, como revoluções e migrações. Pelo cinema, viajamos entre passado e futuro, entre o eu e o outro. Acompanhando o ciclo, serão organizadas uma série de conversas que abordem as questões e ideias trazidas pelos filmes.

Programação mensal:
20 de Janeiro
"Wrecking Clementine" de Cláudia Gonçalves Fernandes e Miguel Grazina Barros, 2020, Portugal, 25’
"O Primeiro Passo da Melomania é uma Birra" de Guilherme Sousa, 2020, Portugal, 21’
+ Q&A presencial com os realizadores

18 de Fevereiro
"Desterro" de Maria Clara Escobar, 2020, Brasil, Portugal, Argentina, 123’
+ Q&A (por video-conferência) com a realizadora

25 de Março
"Yoon" de Pedro Figueiredo Neto, Ricardo Falcão, 2021, Portugal, 84’
+ Q&A presencial com os realizadores

21 de Abril
Sessão “Actos de Escuta”
"Kits Beach Soundwalk" de Hildegard Westerkamp, 1989, Canadá, 10’
"Listening" de Mike Hoolboom, Heather Frise, 2021, Canadá, 25’
"Ópera dos Cachorros" de Paula Gaitán, 2020, Brasil, 16’
"Sounds from Beneath" de Mikhail Karikis, Uriel Orlow, 2012, Reino Unido, 7’
+ Q&A presencial com Mikhail Karikis
+ Q&A por video-conferência com os restantes realizadores
Back to Top